Braskem nega responsabilidade por contaminação de solo em Madre de Deus - Jornal Camaçari - Pra quem quer mais!

quarta-feira, 30 de setembro de 2020

Braskem nega responsabilidade por contaminação de solo em Madre de Deus

Imagem: LinkedIn/Braskem


A Braskem (BRKM5) negou ter responsabilidade pela contaminação do solo em Madre de Deus, na Bahia.

De acordo com o documento enviado ao mercado, há mais de 30 anos ocorreu um vazamento de produtos químicos de um tanque instalado no terreno da empresa Companhia Carbonos Coloidais (CCC), localizado na cidade de Madre de Deus. Tais produtos eram de propriedade da empresa Tecnor Tecnolumen Química do Nordeste e podem ter sido adquiridos de produtores nacionais, dentre eles da Companhia Petroquímica de Camaçari, empresa posteriormente incorporada pela Braskem.

“Tanto a CCC, quanto a Tecnor são empresas que nunca possuíram qualquer relação societária com a Braskem e não têm mais nenhuma atividade operacional. Adicionalmente, a companhia esclarece que não tem e nunca teve operação industrial no Município de Madre de Deus, na Bahia”, informou a empresa.

Segundo o documento, as autoridades solicitaram a colaboração da Braskem para análise, estudos e remediação ambiental, com acompanhamento pelas autoridades locais, o que vem acontecendo desde 2003. Para as ações de remediação, a companhia estima o valor de aproximadamente R$ 110 milhões, que já foram parcialmente provisionados.

“A Braskem tem mantido discussões com as autoridades a respeito da continuidade das ações necessárias para remediação ambiental e manterá o mercado informado sobre os desdobramentos relevantes relacionados ao tema, em cumprimento com as legislações aplicáveis, não podendo descartar futuros desdobramentos relacionados a este tema e os custos a serem incorridos pela Braskem poderão ser diferentes das suas estimativas”, completou a empresa.

Braskem by Vitória Fernandes