Demissão de enfermeira por filmar leitos supostamente vazios em Salvador é fake News - Jornal Camaçari - Pra quem quer mais!

terça-feira, 28 de abril de 2020

Demissão de enfermeira por filmar leitos supostamente vazios em Salvador é fake News


A informação de que uma enfermeira do Instituto Couto Maia, em Salvador, teria sido demitida após postar um vídeo mostrando a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) vazia é falsa. Na segunda-feira (27), o governador Rui Costa (PT) criticou a divulgação da fake News.

“O que pretendem as pessoas que transformam em alvo de fake News uma profissional de saúde que trabalha na linha de frente do enfrentamento à Covid-19? É desumana a tentativa de lucrar politicamente com mentiras. O Brasil luta duas guerras. Notícias falsas matam”, disparou.

Um vídeo que mostra os leitos ocupados por apenas dois pacientes infectados pelo coronavírus passou a ser divulgado nas redes sociais em 21 de abril. Conforme a legenda que acompanha o vídeo, a enfermeira supostamente demitida seria Sandra M. Guerra. No Facebook, a diretora do Hospital, Ceuci Nunes, afirmou que o nome da enfermeira “não corresponde”.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), as imagens realmente foram feitas por uma enfermeira da unidade, mas garante que a autora da filmagem não foi desligada do emprego. A gravação foi realizada em março deste ano para apresentar a ampliação de leitos na unidade de tratamento contra Covid-19.